Perdida durante um Trail, fez de tudo para sobreviver

Cobriu-se de terra e alimentou-se do que tinha à mão

Susan O’Brien, de 29 anos, saiu de casa bem cedo para uma prova de Trail, a XTERRA Wellington Trail Running Series, no Parque Florestal de Rimutaka, Wainuiomata, mas não poderia imaginar no que ia acontecer. Com o tiro de partida a ser dado às 9h, Susan deveria ter concluído a prova por volta das 11h30, mas tal não aconteceu. A meio da tarde, quando já todos os atletas tinham concluído a prova, a organização fartou-se de esperar e deu início às buscas, quer por parte de equipas especializadas, quer por parte de outros corredores que conheciam a área.

susan-obrien

Antes da prova, com o marido

Quanto a Susan, estava de facto perdida. Tinha seguido de forma errada as indicações e, depois de se aperceber do erro, tentou voltar para trás, mas perdeu-se ainda mais no Parque Florestal. À medida que as horas avançavam e a temperatura descia, começou a tratar da sua sobrevivência. Escavou um buraco no chão e enfiou-se lá dentro, cobrindo de terra e folhas, de forma a conservar a temperatura. E quanto à parte energética, agarrou-se ao que tinha mais à mão: o próprio leite. Ainda a amamentar a filha de oito meses, Susan, conseguiu tirar algum leite dos seios e bebeu-o, o que acabou por ser essencial, pois o leite materno é uma óptima fonte energética e de proteínas.

Atravessada a noite, e com as forças recuperadas, Susan voltou a andar e acabou por ser encontrada pelas equipas de busca que a levaram até à meta de helicóptero. E quando chegou o primeiro gesto foi dar de mamar à filha Meisha que aguardava esfomeada pela mãe.

Comentar

comentários

Leave a comment

Your email address will not be published.


*