Wings for Life World Run, uma corrida única e sem meta à vista

Portugal vai fazer parte da primeira edição da Wings for Life World Run,
um evento à escala global e que vai colocar 40 países a correr em simultâneo

É uma iniciativa sem precedentes e que poderá entrar para a história dos grandes eventos de corrida. A Wings For Life World Run chega em 2014, a 4 de Maio, e juntará 40 países num evento de corrida único por tudo aquilo que envolve.
Aberto a todos os desportistas, amadores ou profissionais, esta corrida não terá uma distância fixa e cada atleta correrá aquilo que conseguir até ser apanhado pelo “carro-meta”, que parte 30 minutos depois do início da prova. Por essa altura esse corredor termina a prova e o “carro-meta” vai avançando no percurso eliminando atletas até que fiquem apenas dois, um homem e uma mulher, mas não em cada prova, mas sim em todo o mundo. É que a Wings for Life World Run vai começar exactamente ao mesmo tempo nos 40 pontos de partida. Os dois últimos resistentes, à escala global, serão coroados campeões. A prova em Portugal começa às 11h, mas na Alemanha será às 12h, na Ilha Formosa às 18h e na Califórnia, nos Estados Unidos, o tiro de partida soará às 3h da manhã!
Por cá o percurso já está escolhido e a partida terá lugar na Comporta, seguindo depois pela Costa Alentejana para Sul por Melides, Santo André, Porto Covo e Vila Nova de Milfontes, com um grau de dificuldade baixo. Sérgio Santos, treinador de alto rendimento de triatlo, é o director da edição portuguesa da prova e António Felix da Costa, piloto da Red Bull, será um dos embaixadores e deverá correr em Portugal a 4 de Maio. As inscrições já estão abertas em www.wingsforlifeworldrun.com.
A Fundação Wings for Life nasceu em 2004 pela mão de Heinz Kinigadner, bi-campeão mundial de motocross, cujo filho, Hannes, ficou paraplégico depois de um acidente de mota. Com o apoio da Red Bull, nasceu então esta Fundação que trabalha na busca de cura para as lesões na espinal-medula. Todas receitas recolhidas no seio desta prova de corrida revertem a para a Fundação.

Comentar

comentários

Leave a comment

Your email address will not be published.


*